Aguarde...

Benvindos

Acessibilidades

Acessibilidades

O acesso à Freguesia de Murtede pode ser feito através de alguns dos principais eixos rodoviários que servem o país, mas também por algumas estradas secundárias e rurais.

De entre as vias mais importantes, destacam-se a A1 e a EN234. A A1 é a principal autoestrada do país (ligação essencial de Lisboa ao Porto) e atravessa a Freguesia no eixoNorte-Sul, servindo a região através do nó de Cantanhede / Mealhada. Em Enxofães situa-se uma das estações de serviço que servem este itinerário. A EN234, também conhecida por estrada velha de Viseu, liga Mira a Mangualde e atravessa a freguesia e a própria localidade de Murtede no eixo Este-Oeste, permitindo a rápida ligação às duas sedes de Concelho mais próximas, Cantanhede e Mealhada. Há outras vias que não atravessando diretamente a Freguesia, pela sua proximidade e importância, podem também servi-la: é o caso do IP3, da A14 e da A17.

As estradas municipais que fazem as ligações intra-freguesia, bem como as que permitem chegar às localidades vizinhas, sofreram uma grande melhoria ao longo dos últimos anos, constituindo um conjunto de excelentes vias que permitem rápidos e seguros trajetos.

Ao centro da Freguesia chega uma carreira diária de transportes públicos que faz a ligação com as localidades vizinhas, nomeadamente com a sede do Município e com a vizinha cidade da Mealhada.

Em termos ferroviários, a freguesia era até há pouco atravessada pelo Ramal da Figueira da Foz, que fazia a ligação entre esta localidade do litoral e a Pampilhosa. Este ramal, fazia inicialmente parte da Linha da Beira Alta e percorre os vinhedos e pinhais da Freguesia, servindo-a através da estação de Murtede (localizada na localidade do Carvalho) e do apeadeiro de Enxofães. 

A circulação no ramal foi interrompida por tempo indeterminado em 5 de Janeiro de 2009, para requalificação da linha, já que as condições de circulação eram tão más que uma viagem pelo ramal demorava nessa altura o dobro do tempo que demorou a viagem inaugural em 1881! Infelizmente, tudo leva a crer que a suspensão que era para ser temporária passou a definitiva.